ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

02 abril 2017

O dia que mudei de lado



Há uns anos um Romeu terminou o namoro comigo. Eu estava apaixonada, apesar de saber que o relacionamento não tinha futuro.

Meses depois encontrei o Romeu e sua nova namorada. O que senti ali é impossível de descrever, como se meu coração tivesse quebrado em mil pedaços. Passei a noite toda analisando sua nova namorada, me mordendo de inveja, ciúmes e raiva.

Gastei um bom tempo na vida com ódio dessa moça,  me perguntando o que ela tinha.

Mas eu ignorava e escondia os motivos pelo fim do namoro, as coisas tinham desandado entre nós porque eu descobri que Romeu era viciado em pornografia e não quis lidar com aquilo.

Eu sabia que ele era boa pessoa, mas seu vício ia contra meus valores e me mostrava uma face assustadora dele, até onde se pode confiar em um homem viciado em pornografia? Se eu tivesse uma filha com ele, até onde eu poderia acreditar que ele seria um bom pai?

Viciados em pornografia são antes de tudo, uns machistas, que mesmo negando, acreditam que a mulher serve como objeto, não conseguem olhar para uma mulher como ser humano, é apenas uma boneca para eles.

Ocultei a verdade de mim e por um bom tempo odiei a nova namorada de Romeu, minha alma se partia em dois quando os via juntos.

Não tive boa vontade com ela, nem tentei ser simpática.

Eu agia assim porque não conhecia o feminismo e o lado das mulheres não tinha meu apoio naquela época, a culpa da minha dor era da nova namorada e ponto, eu não via nada além disso.

E tive essa mesma sensação com outras namoradas de ex-Romeus, me sentia menor, diminuída e com o sentimento de que elas deveriam ser melhores do que eu, porque quem estava se mordendo de ciúmes era eu, não elas.

Eu desmontava a situação, mas nunca os Romeus.

De repente minha vida começou a mudar, quando descobri o feminismo e percebi que eu vivia em um ciclos de relacionamentos abusivos, assim que percebi isso comecei a sentir uma enorme empatia pelas novas namoradas de Romeu, porque percebi que elas eram tão vítimas quanto eu e estavam entrando no mesmo poço que eu tinha entrado e a duras penas consegui sair.

Recentemente apareceu na minha vida um ex-Romeu, voltei a me encantar com ele, para logo me desencantar. Não era a pessoa que amei, não sei quem era, mas eu não conhecia sua nova personalidade e acabamos entrando em um conflito que levou a um fim triste, deprimente e ofensivo.

Fiquei muito chateada com ele, achei que agiu de má fé e poderia ter evitado tanta tensão.

Mas poucos dias depois fiquei sabendo que ele estava com outra mulher, o que me levou a pensar que criou uma situação ruim para se livrar de mim e ficar com a outra.

Pensei que morreria de raiva da outra, mas em vez isso senti uma enorme pena, quase uma dor. Poxa, ela parece tão meiga e ele é tão tosco emocionalmente, que mesmo sem querer posso imaginar o pior.

Foi a primeira vez na minha vida que vi a situação por outro ângulo, que percebi que tinha mudado de lado, eu não via mais o Romeu como um santo e sua nova namorada como a ''bruxa'' da história, agora é diferente, posso perceber o abuso e me dar conta que esses Romeus doentes trocam de namoradas, mas tratam todas da mesma maneira abusiva, porque eles são assim.

Mas tive que mudar de lado para entender que se eu fui vítima de um homem a abusador, elas também vão ser. Fico com uma vontade louca de mandar mensagens e dizer que tomem cuidado, que observem, esses homens não mudam.
Ver algumas apaixonadas aperta meu coração, porque sei como serão tratadas e exploradas.

Antes de mudar de lado eu via tudo de maneira simplista, Romeu terminava comigo e ia atrás de outra namorada, uma maldita, mas ao perceber a dimensão de tudo me dei conta que a história é outra, é sobre um Romeu abusivo que termina comigo e vai atrás de outra mulher para abusar e magoar.

Mulheres, mudem de lado. Percebam que estamos vivendo do lado errado e vendo os Romeus como os santinhos e nós, mulheres, como as más. 
Só que a maldade e o abuso estão do lado deles, o lado de lá.



Iara De Dupont

Nenhum comentário:

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...