ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

20 novembro 2015

A errada sou eu? F0DA-SE


Escutei duas moças conversando sobre a capa da revista People deste mês, que elegeu o jogador David Beckham como o homem mais sexy do mundo. Mas elas não falavam sobre isso, falavam sobre a sorte da esposa, a estilista Victoria Beckham e de como valia a pena na vida lutar pelo seu amor.

Na capa está escrito que David é um pai dedicado e marido romântico, talvez foi isso que abalou tanto as moças, que suspiravam ao dizer que é bom pensar que no fim deu certo para a Victoria.

A história do casal só eles conhecem, não dá para sair dizendo, mas o que todos sabem é que David sempre foi mulherengo, o suficiente para pegar todas as amigas da esposa. Existem fotos, vídeos e a coisa nunca pegou fogo porque Victoria decidiu levar tudo em silêncio, nunca abriu a boca e nem reclamou. Pode ser um acordo do casal, existe fama e dinheiro no meio, de repente eles nem olham um na cara do outro e fingem ser casados, vai saber. Uma separação seria um golpe forte nas finanças, já que esse ''amor'' deles vende até perfumes.

Fiquei irritada com tudo que escutei porque estou cansada de tantas mentiras que foram jogadas na minha direção e essa é uma delas ''lute pelo seu amor''. Desde criança escuto que mulheres colocam homens nos trilhos, no começo é meio difícil, mas depois eles viram pais e maridos amorosos.

Escuto até hoje o ruído de um fantasma do meu passado. Conheci um Romeu há anos, ainda é meu amigo e uma das pessoas mais extraordinárias que já conheci, mas na época eu tive uma dificuldade enorme com ele, porque era mulherengo. Sabe o que todos me diziam? Que iria passar. Mas eu não sabia como lidar com aquilo e jogava meu ódio da situação no relacionamento, que acabou. Era meu único problema com ele, de resto nunca me dei tão bem com uma pessoa como me dou com ele. 
E todos meus amigos pensam que acabou porque eu não soube lidar com isso, é verdade que contribuiu, mas foi ele que me deu um fora, porque começou a achar um porre minha insistência no assunto, eu sabia que ele se envolvia com outras mulheres e o apertava, então foi ele que me mandou à merda porque ficou irritado com isso. Mas é fato que o fim teria acontecido de qualquer maneira, eu não conseguia mesmo lidar com a situação.

Ele se casou com uma mulher incrível que tentava ser minha amiga, mas eu resistia, não queria me aproximar porque no fundo sempre fui apaixonada por esse Romeu. Mas um dia em uma festa ela veio conversar comigo e me perguntou como eu tinha lidado com ele durante o namoro, como eu resolvia a questão dele ser mulherengo. Eu disfarcei, disse que nunca tinha visto nada, o que era verdade, eram apenas rumores e finalmente agora ele era casado, não era a mesma coisa que estar namorando alguém. A mãe dela escutou a conversa e se meteu dizendo:

-Você desculpe minha filha te perguntar isso, já cansei de dizer a ela que todos os  homens são complicados no começo do casamento, a gente leva tempo para dobrar do nosso jeito, mas ela cismou agora que ele está dando seus pulos por fora e quer saber o que é, já falei que é besteira, ele é bom marido e o resto ela consegue com o tempo.

Uns dias depois encontrei o Romeu e comentei isso com ele, mas a conversa esquentou, hoje tenho certeza que aproveitei a ocasião para dizer o que eu nunca tinha dito a ele, falei para tomar juízo na vida, que a mulher dele não merecia levar chifre e que era uma bobagem arriscar o casamento assim. Ele suspirou e disse ''de boa Iara, não consigo mudar''.

Quem me conhece sabe as correntes que arrastei por ele, duraram anos e anos. E ficou mais difícil enterrar tudo porque alguns anos depois a sorte dele virou, ficou rico e famoso, assim era mais fácil das pessoas lembrarem dele e me perguntarem como eu estava em relação a isso.

Um dia uma amiga me perguntou se eu não me arrependia de ter jogado o namoro no lixo, apenas porque ele era mulherengo. Apenas? Caramba, para mim isso era importante!

Minha mãe nunca se conformou com essa história, me disse que homens ''são mulherengos'' e que por isso estou solteira, por procurar eunucos. Mas não é nada disso, eu só não entendo porque tenho que aguentar quieta essas coisas.

A minha avó amava ele, desde o primeiro dia. Ela já estava doente e na cama, mas não perdia o programa que ele aparecia e quando não gostava fazia questão de ligar e reclamar. Ele sempre atendia, mesmo que estivesse correndo, era de uma gentileza que eu nunca vou poder agradecer. Foi educado o suficiente para ligar para a minha avó quando foi pai, nunca entendi porque fez questão de ligar para ela, mas ligou e comunicou que a filha tinha nascido e teria nome de uma santa, que minha avó adorava.

Tenho certeza que ele não sabe até hoje o preço dessa ligação, escutei durante meses o sermão de ''podia ter sido você a mãe dessa criança''. Meu argumento de ''ele é mulherengo'' passava batido para minha avó e minhas tias, que me garantiam que todos os homens eram e se eu tivesse ficado com esse Romeu pelo menos teria uma vida de rainha.

Uma das minhas tias me disse:

-Você é preguiçosa, quer tudo pronto, não quer lutar por nada! Se tivesse se casado com ele iria sofrer um pouco no começo, mas depois iria dar um jeito. Olha, ele é ótima pessoa e ninguém é perfeito.

E minha avó emendou:

-Todos os homens têm um vício, uns fumam, outros bebem, jogam, enfim, cada um é cada um, se o vício dele é mulher, bom, não é tão ruim assim! 

Não é tão ruim assim? Eu me arrisco a pegar doenças venéreas e não é tao ruim assim? Eu me sinto desrespeitada e não é tão ruim assim? Nossa, o que eu sinto não vale nada? Poxa, cada uma é cada uma, mas eu não consigo lidar com mulherengos, me fazem mal, não acrescentam nada na minha vida e vão contra meus valores, acho que a pessoa tem o direito de fazer o que quiser, mas eu não consigo viver com uma pessoa que leve sua vida sexual e pessoal de maneira leviana.

Mas minha avó e tias eram conservadoras, machistas, nunca pensei que escutaria a mesma história de moças jovens, não é a primeira vez que escuto esse ponto de vista de ''com o tempo ele melhora''.

E o tempo da mulher não vale nada? Temos que investir quinze, vinte anos, para que o Romeu comece a prestar? Que porra é essa?

Não aceito mais isso, meu tempo é ouro, não posso me casar com alguém que faz uma coisa que me tira do sério, esperando ele melhorar e virar um bom marido.

Há pouco tempo uma vizinha, muito bonita, se casou e quando eu perguntei como estava me disse:

-Ah, ele ainda acha que é solteiro, mas daqui a pouco ele senta cabeça.

Daqui a pouco quando? Por que nosso tempo é considerado menos do que lixo?

Apenas supondo, se for verdade que David e Victoria Beckham estão vivendo uma fase boa e se tudo que dizem deles é verdade, então isso quer dizer que ela ralou quinze anos até conseguir ''domar'' a fera. Os dias que talvez chorou de raiva ou se sentiu humilhada publicamente não significam nada. Ela fez o que todas as mulheres são orientadas a fazer, aguentarem firme até que o homem perceba a merda que está fazendo, veja a mulher maravilhosa que tem ao lado e resolva tratá-la com respeito.

Não me conformo com essa capa de revista, chamar esse mulherengo de ''marido romântico''.

Uma amiga me disse que a teoria está certa, vale a pena investir no casamento porque os homens um dia se ''cansam'' da rua e começam a levar a sério seu compromisso com a esposa.

E eu sou o que para esperar um homem ''se cansar''? Um brinquedo inflável? Eu não tenho sentimentos até ele se cansar?

Há pouco tempo tive uma discussão séria com a uma amiga, que acompanhou de perto meu namoro com esse Romeu e nunca se conformou com o fim, dizia que parecíamos muitos apaixonados para terminar assim. E ela me disse:

-Você não se arrepende um minuto do fim?

-Eu não terminei com ele, a gente discutiu, ele foi embora e ligou dizendo depois que não dava mais.

-Mas se você tivesse ido atrás, podia ter dado certo....

-Talvez.

-Poxa, Iara, olha a merda que você fez. O cara gostava de você....

-Se gostasse teria ficado......

-Mas você estava enchendo o saco dele....Pensa na vida que você teria com ele, um cara que gosta de você e milionário.

-Ah, então o dilema seria o dinheiro, se ele ficasse pobre não teria valido a pena, apenas valeria porque ele ficou rico.

-Não é isso, é que você trocou o certo pelo incerto, vocês se davam bem e se tivessem se casado você estaria super bem de vida, mas por outro lado você cortou ele por um ponto que todos os homens têm, todos são mulherengos, eu prefiro um mulherengo rico do que um pobre.

-Também acho, mas eu sofria com isso, não tenho auto estima para viver com um mulherengo, me faz sentir pior do que já me sinto às vezes.

E não foi só isso que escutei durante anos. Um vez cruzei com uma amiga dele, eu não gostava dela, nem ela de mim. Começamos a conversar maneira civilizada, mas ela aproveitou para alfinetar, dizendo que eu ainda era muito próxima a Romeu, levando em conta que ele era casado e eu era ex-namorada. Fiquei indignada com a conversa, eu sempre tive o maior respeito pela esposa de Romeu, jamais aconteceu nem aconteceria nada, isso vai contra todos meus valores. E se mantivemos a amizade foi pela inteligência dele, não fui eu que fiz questão, sempre fiquei na minha. Rebati as besteiras que ela estava dizendo e pedi respeito a amizade que eu tinha com ele, que era uma pessoa que eu gostava e ela respondeu:

-Você é muito cínica! Nunca gostou dele! Ele me contou que vocês terminaram porque você reclamava que ele era mulherengo! Ora, eu falei para ele que nunca tinha escutado uma desculpa mais esfarrapada. Terminar com um homem porque ele é mulherengo? Patética! Devia ter dito que nunca gostou dele! Vivemos em um mundo de homens gays, você conhece um hétero incrível e termina por que é mulherengo? O que você quer da vida? Deixa de ser ridícula, pelo menos uma vez aceite que não gostava dele! Você é muito tonta mesmo ou se faz de tonta, é melhor um homem que gosta de muitas mulheres do que um homem que não gosta! E  todo mundo sabe que os mulherengos um dia sossegam.

Um dia? E até lá faço o que? Eu o conheci quando ele deveria ter uns vinte e cinco anos, hoje ainda vai entrar na casa dos quarenta e quanta pilha ainda deve ter? Isso sem levar em conta o meio que trabalha, nem a situação econômica. Duvido que ele já tenha entrado em ''cintura''.

Se eu tivesse me casado com ele há quinze anos, eu ainda estaria aguentando, chorando e esperando ele respeitar uma coisa importante para mim?

Por que é assim com as mulheres? Porque quinze anos da nossa vida não significam nada? Por que temos que investir em um homem esperando que ele cresça? 

Comigo essa história já acabou, não tenho mais quinze anos na minha frente, pensar que os tem aos vinte anos não é a mesma coisa que depois dos trinta e cinco. Não posso planejar minha vida esperando vinte anos para alguém respeitar o que eu respeito desde o começo. Porque também quero saber se esse grau de tolerância se aplica as mulheres, se temos quinze anos para aprontar muito, antes de ''levar a sério'' o casamento.

Sou contra esses prazos para ser feliz e estar tranquila, já paguei meus pecados, hoje não tenho um segundo disponível para esperar Romeu respeitar o que me parece importante. Todo mundo tem direito de viver sua vida à sua maneira, não condeno ninguém, mas não quero saber de esperar por nada, essa fase acabou.

E não quero a coroa de santa, essa que Victoria Beckham usa, por ser a mulher que lutou bravamente pelo seu casamento, chorou rios, aguentou, mas hoje tem sua recompensa, David parece que foi dobrado e se comporta de maneira adequada.

Não quero isso para mim, não admito derramar uma lágrima pelo comportamento de ninguém, já derramei muitos e sou obrigada a dizer, não deu em nada. Meu prazo de espera acabou, se tiver que planejar quinze anos da minha vida, eu planejo, mas sem esperar Romeu perceber que é relacionamento é coisa séria.

E já me jogaram muitas pragas por isso, minha avó dizia que rezava para que eu não me arrependesse de ter me afastado de Romeu, minha tia diz que pedia a Deus que nunca me deixasse perceber que todos os homens eram iguais e eu tinha perdido um bom apenas por achar que existiam diferentes. Minha mãe até hoje, na hora exata, naquele momento que estou mais frágil, lembra desse assunto e sempre faz questão de dizer que ''mulherengo por mulherengo, ele pelo menos era ótima pessoa, existem piores''.

A errada na história sou eu, quem perdeu um grande amor porque se recusou a aceitar seu lugar de mulher, sou eu. Se eu tivesse me casado e esperado ele ''sentar cabeça'', Deus iria me recompensar, mas como eu não fiz isso Deus ficou bravo.

Para mim tudo é mais simples hoje, depois de anos sofrendo. Se estivesse escrito, teria acontecido e ponto. Não deu certo porque não era para dar e não me arrependo nem um minuto de ter lutado pelo que acredito, para mim é importante estar com alguém que não seja promiscuo, envolve muitas coisas, mas no meu mundo eu preciso disso.

Ah, mas não existem homens fiéis, que não sejam mulherengos!

Tudo bem, vida que segue, não preciso de um, acho bom ter, mas não morro por isso nem dependo economicamente e emocionalmente disso. Me parece mais importante me respeitar e não quero ter sexo à noite com um homem que já teve sexo sei lá com quantas durante o dia.

Mas se o homem não for mulherengo, vai beber, jogar, apostar, usar drogas, ninguém é perfeito!

Tá bom. Eu também não sou perfeita, mas nem por isso vou namorar alguém que faça o que me parece errado.

E parte da minha indignação vem de ter crescido vendo isso, todas as mulheres da minha familia gastaram décadas em casamentos que não deram em nada porque o Romeu nunca respeitou nada, mas quando Romeu ficou velhinho e sentimental virou o melhor marido do mundo! Ah, sim, depois de broxa né?

Fiz uma promessa ao pé da cruz, minha mãe alucina, mas é real, eu prometi a mim mesma que vou pagar apenas pelos meus erros e pecados, se fizer besteira na vida, eu banco. Mas não quero olhar para trás e pensar em tudo que aguentei em nome do amor e do Romeu, não quero passar quinze anos com alguém me desrespeitando, apenas porque estou esperando ele entrar em ''cintura''.
Ninguém esperou que eu caísse na real, nem entrasse em cintura, então também não tenho motivos para fazer isso por alguém.

O tempo é meu, cada segundo conta, cada dia vale alguma coisa. Minha vida vale muito, eu não vim ao mundo para satisfazer macho nem para educar um, não estou aqui de enfeite para homem, nem de brinquedo para Romeu. Não tenho quinze anos para dedicar a um idiota que não me respeite, na verdade não tenho nem um segundo para isso. O relógio é meu e não tem nada mais importante do que respeitar o que acredito, o resto é tempo perdido.

Iara De Dupont


3 comentários:

Unknown disse...

Iara,não sei você viu o filme Crepusculo.Eu sempre achei a o personagem errada por ser capacho de homem.E que passa uma idéia errada as mulheres no amor.Me falaram que eu só vejo o amor de um modo só.Eu tô errada?Sério.As vezes não sei como agir.Sou sempre a feminista chata.

Cris disse...

Engraçado, durante as décadas de 30 e 40, na Alemanha, a maioria das pessoas apoiava um regime com sérias tendências xenófobas lideradas por um sujeito que pregava o extermínio total das "raças inferiores"... mas ei, eles eram a maioria, então deviam estar certos, né? Quem protestava contra era a minoria, esses que deviam estar errados, né?...

Na boa, posso ir me matar agora?

Bom, deixa eu falar uma coisa: é pra viver com homem mulherengo? De boas, mas só se eu também tiver liberdade pra sair por aí traçando geral e sem ouvir um pio do Romeu. Se só ele puder sair por aí passando o rodo, então é pé na bunda imediato sem direito a mimimi. E usando aquelas chuteiras antigas cheias de pregos na sola, que é pra doer mesmo.

Queria saber porque essas mulheres gostam tão pouco de si mesmas a ponto de se contentar com qualquer macho meia bosta que desrespeita o sentimento delas e não tem o menor escrúpulo em trazer doenças pra casa-a coisa tá tão feia que, atualmente, o maior grupo de risco de HIV no Brasil são as mulheres comprometidas e fiéis; o número de "mulheres compreensivas" com AIDS tá aumentando cada vez mais enquanto essa gente imbecil continua ensinando meninas a aceitar até HIV pra ter um homem do lado. De boa? Preciso desse tipo de homem lixo tanto quanto preciso de uma casca de laranja mofada.

Suzana Neves disse...

A Iara voltou seja bem vinda .....
Não ,não vale a pena, as vezes penso que amor não existe para os homens eles só esperam apoio e nos sugam a felicidade de canudinho.
Mas eu fico casada enquanto não me trair se trair fudeu não dou conta não.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...