ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

30 março 2015

Quem é teu copiloto? Deus ou o diabo?


O PILOTO ALEMÃO ANDREAS LUBITZ DA GERMANWINGS QUE DERRUBOU O AVIÃO EM UMA SUPOSTA CRISE DEPRESSIVA 

Entendi que uma maneira de não me surpreender tanto com as coisas negativas do mundo era abrindo o leque de possibilidades e pensando que tudo pode acontecer, tudo é possível.
Mas uma coisa que eu não encontro explicação é o caso do piloto alemão Andreas Lubitz da GermanWings, que em uma suposta crise de depressão derrubou o avião voo 4U-9525 que estava pilotando.
Entendo que uma pessoa em uma crise de depressão tenha pensamentos suicidas, mas não entendo porque levar quase duzentas pessoas à morte, como se elas fossem culpadas de alguma coisa.

Se ele tivesse aberto uma porta e se jogado, minha mente poderia compreender o desespero, mas não consigo ter claro o porquê ele arrastaria todas essas pessoas.

E já li muito do que se disse, psicólogos, psiquiatras e todos eles dando diagnósticos, dizendo que o rapaz não estava bem e não deveria ter voado aquele dia.

Mas a teoria da conspiração levantou uma possibilidade, que me parece interessante, que o rapaz estava perturbado espiritualmente e não fez nada sozinho, estava ''acompanhado'' de outras energias.
Não aparece na mídia, nem é dito em qualquer lugar, talvez nem nos bares, mas vivemos em um momento de muita perturbação, os exércitos espirituais estão se dividindo e fortalecendo, cada um puxa para seu lado. São apenas dois lados, a luz e a sombra, mas eles se misturam e confundem muitas pessoas.

Não é de hoje que diferentes grupos lutam pelo planeta, considerado o mais bonito de todo o universo, são quarenta e oito espécies que vivem aqui, além da humana, que se vestem como humanos, parecem humanos, se misturam com humanos, chegam a procriar com humanos, mas não são. E algumas espécies são ruins e grudam nas pessoas, levando à loucura. Existe milhares de relatos de pessoas que em algum momento foram perseguidas por essas energias e surtaram.

No mundo que vivemos e fingimos conhecer e tolerar, a psiquiatria tomou frente e diz resolver todos os problemas, já listou mais de seiscentas doenças psiquiátricas e consegue enquadrar todo mundo ali. Não se fala em perseguição espiritual, nem em pessoas que se envolvem com o lado de baixo e acabam fazendo horrores.

Existem mais de cinco crimes no mundo inteiro, de pessoas que mataram a família inteira e até hoje alegam a mesma coisa, receberam ordens durante dias, uma voz dizia a elas o que fazer. A psiquiatria chama isso de distúrbio psiquiátrico e conforme a descrição eles dão um nome mais exato.

Mas quem é sensível ou usa seu sexto sentido sabe que as energias existem e estão pelo planeta inteiro, vagando por aí, sabe que neste mundo não estamos limitados a doenças psiquiátricas e que existem outras espécies.
Ora, quem nunca topou com um deles? Tão cruel, tão louco, que não podia ser humano. Esta na Bíblia que o homem é feito a semelhança de Deus e que Deus seria tão maluco? Não tem como. E também está na Bíblia que este mundo não é só dos filhos de Deus.

Não descarto nenhum dano psiquiátrico do piloto, mas não consigo ser tão simplista e pensar que ele derrubou um avião em um surto depressivo.
Conheço pessoas que dizem não ser sensíveis, nem terem nenhum conhecimento espiritual das guerras que o mundo passa, mesmo assim reclamam de alguns lugares, que entram e se sentem cansadas ou a energia parece pesada.

Tenho uma amiga que ralou para trabalhar em uma empresa e não durou lá dentro uma semana, se sentia seguida por alguma coisa que não podia identificar e acabou renunciando.
Eu passei pela mesma experiência o ano passado, entrei em um lugar que eu queria trabalhar, mas eu chegava lá e me invadia uma tristeza sem explicação, eu chorava o dia inteiro sem saber o motivo. Foi tanto o vexame que tive que sair, mas até  hoje não sei o que tinha lá que me deixava tão deprimida.

Ninguém sabe o que o piloto alemão fazia nas suas horas livres, nem a que se dedicava. Algumas pessoas brincam com tabuleiros, copos, abrem portas e depois não sabem o que fazer. Outras pessoas mudam de casa e esquecem de testar a casa  ''energeticamente'' e ao morarem na casa começam a mudar sua maneira de ser, não percebem que estão debaixo da influência energética do local.

É uma teoria dizer que o piloto estava sozinho na cabine e jogou o avião contra a montanha por um surto depressivo. Mas também é uma teoria dizer que ele podia estar com alguém e estar sendo orientado a fazer o que fez.

É uma estupidez nesta altura do campeonato e diante da situação do mundo negar que existe uma guerra espiritual, que até agora o exército mais forte é o de baixo e que todos estamos sendo testados a altas temperaturas.

Não conheço ninguém que não tenha perdido a fé nos últimos tempos ou se dedicado mais a ela, diante de tanta pressão.
Quem tem um coração nobre sabe disso, sua bondade tem sido usada por criaturas más e explorada por outras, não existe sobre a terra uma pessoa boa que não esteja sendo testada na sua integridade, ética e moral.

As pessoas que estão atentas já repararam, humanos flexíveis no seu caráter estão mais tranquilos que os que são corretos. No momento o mundo gira na direção de proteger os que pertencem a sombra, é só ligar a televisão e ver os políticos e os artistas mais bem sucedidos, todos eles com conexões sinistras com o mundo de baixo. E não é discurso de evangélico, apesar de que eles sabem do que estão falando, é apenas a constatação de uma guerra espiritual onde muitos são levados pelas suas fraquezas e isso pode ter sido o caso do piloto alemão.

Só existe uma maneira de resistir, é rezando e sabendo bem a que lado pertence, tanto assim que apenas por dizer ''Jesus'', nossa energia muda.
Toda a paciência está sendo testada, todos os corações estão sendo triturados vivos. Quem é nobre na alma assiste ao horror que acontece no mundo, mas tem que ficar em pé, coisa difícil, é tanta dor que muitas vezes as pessoas em um estado de loucura mudam de lado, descem as profundezas procurando um alívio imediato.

Tenho visto tantas coisas sem explicação e escutado tantas histórias que rejeito naturalmente a explicação de ''surtos depressivos''.
Existem provas cientifícas de muitos fenômenos, de coisas que as pessoas não acreditam, mas existem.

O outro lado, o lado de baixo e no momento parece existir o lado do meio, apesar disso não ser possível energeticamente, ou se está em um lado ou em outro, tudo isso pode confundir as pessoas no desespero, o mundo é voltado a empurrar todos para o abismo e me preocupa ver como nada disso é dito, as pessoas não estão sendo avisadas nem preparadas para a guerra espiritual que o planeta vive. Não podemos nos contentar apenas com as respostas da psiquiatria, porque sabemos que não são tão reais como parecem.

Conheço pessoas que entram em lugares e não se sentem bem, o que a psiquiatria diria? Que é alguma síndrome? Não é apenas por aí que a coisa vai. Eu jamais diria que a psiquiatria não serve, mas sou obrigada a dizer que não responde tudo e muitas manifestações são espirituais, não psiquiátricas.

O que me parece ruim é o silêncio e o menosprezo que as perseguições espirituais sofrem, como se isso não fosse uma coisa comum. Ora, Jesus também falava disso, sabia que não estamos sozinhos no mundo e este mundo não é apenas de Deus.

Me parece sem sentido a insistência em uma única teoria, a do ''surto depressivo''.
Será que ninguém vê o que está acontecendo no planeta? O que esse piloto fez é muito sério e exige mais teorias na mesa, não uma tão simplista.

São vidas que foram ao chão por um ''surto'' dele, isso não é qualquer coisa. Daqui a pouco vão dizer que ele derrubou o avião porque não tomou seu remédio antes!

Que fácil seria a vida se tudo se resolvesse com remédios e diagnósticos de psiquiatras! Então todos os nossos medos, temores, dúvidas, tudo seria apagado com o remédio e jamais teríamos que questionar nossa fé nem certificar o lado que estamos. Se remédios fossem uma coisa tão boa a humanidade caminharia em estradas de flores e teria dias ensolarados. Mas vivemos em abismos, no meio de pedras, sendo questionados todos os dias, provocados todos os minutos, nossa fé é testada a cada segundo, nossa crença em Deus é levada ao limite. A psiquiatria pode resolver isso? Não me parece. Na verdade não sei dizer nem onde a psiquiatria está alinhada com guerras espirituais, mas imagino que deva existir uma linha que ligue as duas.

De qualquer jeito todos nós somos obrigados a segurar em uma corda, caso contrário nossa sobrevivência corre risco. Dizer que alguém joga um avião contra uma montanha em um ''surto de depressão'', é como dizer que nada ali tem importância.

E eu não diria isso. Pelo contrário, posso quase afirmar, junto com essa teoria da conspiração, as coisas estão pegando fogo e ninguém está sozinho na cabine do piloto. Cada um sabe com quem faz a viagem, até porque só existem duas opções. E fica claro que Deus não era o copiloto desse avião alemão.

Iara De Dupont

                               

5 comentários:

Anônimo disse...

Conheço gente que acredita bastante nessas coisas espirituais. Vê pessoas, escuta coisas (como móveis sendo arrastados de noite) e tal. Também conheço aquelas que ouvem vozes e juram de pés juntos que foram empurradas da cama. Estão tratando psicologicamente, tomam remédios e, por isso, ninguém acredita nas "visões".

Eu cheguei num ponto da vida que não duvido de nada nesse mundo. Tento ter a mente aberta que tudo pode acontecer, tudo pode existir.

Uma dessas pessoas melhorou bastante, eu diria, depois que começou a frequentar uma igreja. Acho que a fé, ou ter fé em alguma coisa, ajuda.

(Pra te ser sincera, nem sabia dessa história do avião. Pro meu bem estar, parei de ler as notícias porque estava ficando doente com tanta coisa ruim no mundo.)

Fátima disse...

Pensei nessa hipótese, muitos pensaram. Após uma entrevista de uma ex namorada, dizendo que ele queria deixar o nome marcado na história, vejo que esse co piloto ao lado dele, já era companhia antiga. Com todas as explicações e falta de explicações, penso que deveriam haver mais exames a serem feitos nos pilotos, policiais, motoristas, médicos, todos os profissionais que lidam com vidas no dia a dia. A pressão é muita, toda ajuda seria bem vinda.

Amábille disse...

Eu não me atrevo a dizer o que aconteceu ali naquela cabine, mas num ponto estou com voce, não foi apenas um surto. Tem algo mais sim, que por não ser conhecido, aceito, entendido, passa como irreal.
Um dia uma pessoa disse uma coisa que não esqueci. Éramos todos na casa dos trinta anos e comentávamos sobre os jovens de hoje, relembrávamos os velhos tempos, e ela disse que tem visto nossa geração, mais velha, que nascemos nos anos setenta, muito tristes. Muitas vezes me sinto assim, desanimada e descrente de tudo que vejo, com tudo que está acontecendo. Parece que as pessoas não conseguem ver que nada está normal, sei lá, para mim tem algo de podre no ar sim, mais do que nunca!

Anônimo disse...

Mais uma aqui que não duvida de mais nada. Sinceramente, esse mundo está do avesso demais pra duvidar de qualquer coisa. Só quero, se possível, fazer um aparte na questão psicológica: esse cara não era um suicida por causa da depressão. De jeito nenhum a depressão pode ser uma desculpa, porque eu tive depressão leve, minha mãe teve depressão severa e mesmo nos piores momentos, em que realmente quisemos nos matar, nenhuma das duas pensou em assassinato. Nunca. Esse sujeito é um assassino, exatamente como o Wellington de Realengo e o Elliot Rodger. Embora tenham se matado, eles não são considerados suicidas; o suicídio deles foi fruto da covardia, de não quererem pagar na cadeia pelos seus crimes. Por isso eles não são considerados suicidas, são considerados assassinos-e eles SÃO assassinos. Esse sujeito, assim como os dois monstros, não é um suicida. É um assassino covarde que, por infelicidade, teve dezenas de vidas colocadas nas suas mãos e não honrou tal confiança.

Anônimo disse...

Ainda bem que era homem, né? Senão teríamos que aturar babacas dizendo que mulher não pode pilotar pq tem crises de frescurinhas de mulher.
Como é homem foi somente um acidente.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...