CLIQUE AQUI PARA ME ADICIONAR AOS SEUS FAVORITOS!!

Mais de 1.400 posts desde 2010 - Ano IV

Guestpost no blog Escreva Lola Escreva

Me adicione no Facebook

30 abril 2012

Naldo e Moranguinho: só no Brasil Cinderela tem a bunda gigante!


MCNaldo e sua mulher Moranguinho, arrasando na foto!

Como a televisão é considerada um reflexo da cultura do povo dificilmente assisto televisão sem ter vontade de sumir.
Ontem durante mais de vinte minutos no programa Domingo Legal a Moranguinho ( não conheço ) explicou o fim do seu namoro com o McNaldo ( também não conheço ).
Pelo que  entendi ele é ciumento e queria que ela parasse de trabalhar, coisa que ela não pode, porque tem sua carreira e seus sonhos  e como ela mesma diz que se recusa a viver sem sonhos.

Carreiras, salvo a de modelos internacionais, precisam de estudos. Ela não tem carreira porra nenhuma, dançar mostrando o bumbum não é carreira, caso fosse assim a Gretchen estaria no auge da sua, e não está, pelo contrário, ainda está se virando nos trinta. Carla Perez também viveu de sua bunda e nem por isso chegou a algum lugar.

Qualquer parte da anatomia diferente ou bizarra pode dar dinheiro, mas não dá carreira nenhuma. Para isso a pessoa precisa estudar, se preparar. Moranguinho até disse para o McNaldo que ia parar de dançar funk e ir para a televisão, assim com os horários mais flexíveis de gravação ela poderia continuar cozinhado e separando as meias deles.

Moranguinho disse que com sua carreira já deu casa para a mãe, carro para o pai e apartamento para ela. Parabéns a ela, eu tenho dois diplomas universitários e ainda não comprei nem uma casa para minha Barbie. Mas se ela quer progredir  sem estudar? Desde quando a bunda é eterna?
Sei que muitas dessas meninas param de estudar bem no começo e depois parece difícil voltar, mas tem um fator que facilita tudo na vida: dinheiro. Ela pode pagar professores particulares, para começar do zero  e se dedicando mais aos estudo e menos a academia, levando em conta as frouxas provas no Brasil e as faculdades fracas e fáceis de entrar, ela pode resolver tudo isso.
Mas quem quer isso? Abrir livros em vez de malhar? Malhar garante elogios, dinheiro e acesso a homens ricos. Imagina trocar isso para estudar!

Ela está certa de capitalizar o que tem, mas essa falta de noção bem Brasil, de achar que uma bunda dura mais de dez anos é assustadora. É triste ver como as pessoas alegam que não estudam por falta de condições e quando  tem as condições não estudam porque tem certeza que não precisam, já que Deus deu muito talento a elas.

E o SBT deu meia hora para que ela pudesse explicar o fim do relacionamento com McNaldo. Ela não é a Kate nem ele o William, o futuro rei da Inglaterra, por tanto qualquer coisa que aconteça com eles é problema deles e não afeta em nada a estrutura política do país.
Por que minha revolta? Porque esse discurso de Cinderelas de bunda gigante já me cansou. Uma bunda grande garante uma boa grana e só. Não tem carreira, não tem futuro, não tem estrada.

Uma bunda grande não dá a ninguém um programa, não 
faz a pessoa uma apresentadora e não melhora o português de ninguém. Não adianta chorar e dizer que desde pequena brincava na frente do espelho.

A bunda até serve para entrar na estrada, mas o caminho é longo e não tem bunda que resista aos dias de seca. É melhor mesmo fortalecer mais o cérebro e menos a bunda.
Já passou da horas das mulheres no Brasil perceberem a importância do estudo e esquecerem um pouco da bunda.
Bunda inteligente e promissora é aquela que fica na cadeira estudando. A outra bunda que sai como louca dançando não vai longe.

Iara De Dupont

4 comentários:

Poeta da Colina disse...

Quando falam de superfluo na sociedade brasileira, ninguém comenta a educação. Educar não traz voto.

Meredity Grey disse...

Bem estava aqui euzinha procurando para ler.
algo para me dar inspiração para o meu blog eu vi o seu.
De fato um texto simples e revoltante.
e claro que se tivesse na platéia e mandar um grande foda-se.
Não iria me espantar se3 abri-se uma faculdade sobre bunda estou te seguindo manda mais .. adorei

Anônimo disse...

Vc é inteligente, mas seu comentário é preconceituoso. Pelo que vc diz uma bailarina não teria carreira (pois tem um monte delas que nunca chegaram a lugar algum), assim como um empresário (idem) a não ser que tenha sucesso: uma dança, e precisa de estudo; o outro nem precisa de estudo (pode ser selfmade) mas ganha dinheiro.
O fato de uma dançarina rebolar a bunda não quer dizer absolutamente nada por si só. Se ela o fizer com ritmo, com graça, com malícia, com arte enfim, palmas para ela e todos os louros e dividendos que mereça. Se fizer mal feito e se vender para obter projeção, que vá fazer outra coisa. Mas essa poderia ser uma atividade como qq outra, não fosse a projeção que a sociedade constrói (a favor e contra) julgando de forma moralista (a favor ou contra) e distorcida (a favor ou contra).

Nina disse...

Como já cantou o Gabriel O Pensador: Nádegas a Declarar. Triste isso. =/

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...